Imposto de Renda para Médicos 2022: Tudo que você precisa saber

impostos de renda para médicos

O detalhamento exigido dos médicos durante a elaboração da Declaração do Imposto de Renda (DIRF) fazem esse processo ser ainda mais complexo e burocrático. São diversas informações e peculiaridades que precisam ser declaradas e isso costuma ser um problema caso não seja realizado com atenção. 

Diante desse cenário, uma dica importante é que o médico conte com o auxílio de um contador, pois isso diminui as chances de erros. Essas falhas podem fazer com que esse profissional caia na malha fina e tenha problemas com a Receita Federal. 

Só entre março a setembro de 2021, das 37 milhões de declarações, cerca de 870 mil caíram na malha fina. O principal motivo foi a omissão de rendimentos (41,4%) acompanhada pelos problemas de dedução (30,9%). As informações foram divulgadas pela Receita. 

Leia com atenção nosso novo conteúdo e saiba tudo que precisa saber sobre como fazer a declaração do impostos de renda para médicos 2022. 

Quem precisa fazer a Declaração do Imposto de Renda

Para realizar a declaração é necessário estar atento a alguns requisitos obrigatórios. A começar pela renda tributável, que precisa ser superior a R$ 28.559,70. Os outros são: 

  • Quem recebeu doação, indenização, herança superior a R$ 40 mil;
  • Ganhou com atividades rurais um valor acima de R$ 142.798,50;
  • Vendeu propriedades sujeitas à tributação;
  • Tem bens que até o fim do ano somam mais de R$ 300 mil;
  • Realizou operações na Bolsa de Valores.

Procedimentos para a Declaração

Os passos que um médico precisa seguir para realizar a Declaração de Imposto de Renda são mais específicos que outros profissionais. 

Veja nos próximos tópicos essas informações referentes a documentações necessárias, valores e restituições. Todos esses dados são possíveis de serem recuperados da declaração anterior, assim, facilita o preenchimento. 

Documentação necessária

O prazo para Declaração neste ano será do dia primeiro de março a 29 de abril. O ideal é que você não deixe para se organizar aos 45 minutos do segundo tempo. Se prepare com antecedência e evite a possibilidade de erros. Antes mesmo do período da declaração, você já pode separar os documentos que serão utilizados. 

  • Cópia da Declaração entregue em 2021 (referente a 2020);
  • Comprovantes anuais de rendimentos (salário, aposentadoria, pensão, aluguel, convênios, cooperativas, resgate de previdência provada e outros);
  • Recibos e Notas Fiscais de despesas médicas;
  • Recibos dos pagamentos à Previdência;
  • Aluguéis pagos e recebidos;
  • Caso seja autônomo é necessário apresentar os comprovantes do Livro-Caixa;
  • Recebimentos PF;
  • DARFs do pagamento de carnês-leão;
  • Comprovantes de doações com finalidade de incentivo fiscal;
  • Extrato anual conta corrente bancária e investimentos, criptoativos, investimento de ações (relatório de ações. relatório mensal de apuração de ganho de capital, compra e venda de ações, relatório de ações existentes em 31/12);
  • Dados da conta bancária para restituição;
  • Documento de veículos e imóveis (compra e/ou venda no ano de 2021);
  • Gastos com obra e melhoria de imóveis;
  • Pagamento convênio médico;
  • Extrato de financiamento de imóvel;
  • Comprovantes de gastos com Instituições de Ensino;
  • Dentre outros…

Sistemas disponíveis para Declaração de Imposto de Renda

Existem três sistemas disponíveis para você declarar. 

  • Pode ser feito por um computador pelo Programa Gerador de Declaração (PGD), baixar o programa disponível no site da Receita Federal. 
  • Acessando o portal e-cac, no menu destinado ao Imposto de Renda no site da Receita. 
  • Por meio de download do aplicativo Meu Imposto de Renda, disponibilizado no App Store (iOS) e Google Play (Android).

Imposto de Renda a Pagar

O médico pode dividir os valores em até oito parcelas acima de R$ 50. Se a quantia a ser paga for inferior a R$ 100, o pagamento deverá ser feito de forma única.

A partir da 2ª parcela haverá acréscimo de juros de acordo com a Taxa SELIC.

Restituições

Os valores restituídos são pagos de acordo com o calendário da Receita Federal. Os primeiros a receberem a restituição são os deficientes físicos, mentais, idosos e portadores de doenças. 

Após a restituição aos prioritários, é feito o pagamento aos contribuintes que não caíram na Malha Fina. Geralmente, a ordem dentro dos lotes de restituição é de acordo com a entrega da declaração. A Receita Federal disponibilizará as datas dos lotes.

Quais são as deduções no imposto para médicos

Algumas despesas podem ser dedutíveis do Imposto de Renda. Assim, o médico pode pagar menos impostos. 

Dentre dessas deduções podemos considerar algumas como: 

  • Despesas com funcionários;
  • Pagamentos de matrículas e mensalidade em Instituições de Ensino;
  • Doações;
  • Previdência Social e Privada;
  • Contas que impactam o funcionamento do local de trabalho como as de energia elétrica, água, internet, aluguel, etc;
  • Investimentos que contribuem com a realização da profissão, como CRM e CRO.
  • Gastos em propagandas e marketing para a clínica;
  • Entre outros.

Plantões médicos precisam ser declarados? 

Por serem considerados uma forma de remuneração, os plantões médicos precisam ser declarados. É necessário solicitar o informe de rendimento da fonte pagadora com os dados referentes aos rendimentos.

A bolsa residência médica é isenta do Imposto de Renda? 

Bolsas de estudo recebidas por médicos-residentes são isentas do Imposto de Renda como “Rendimentos Isentos”. É o que diz a Lei n. 9.250, de 26 de dezembro de 1995.

Conte com o E-Contador para fazer a Declaração de Imposto de Renda

Por mais que essas informações contribuam significativamente para a realização da Declaração de Imposto de Renda do médico, ainda é útil a ajuda de um escritório de contabilidade. 

E se esse auxílio vier de uma contabilidade especializada é melhor ainda. Isso você tem na E-contador Legal! Somos uma empresa especializada na assistência a médicos, e nossos serviços contábeis têm como objetivo otimização da sua gestão, por meio da simplificação de atribuições e do fornecimento de informações valiosas para o empreendedor.

Entre em contato agora e tire suas dúvidas sobre como se regularizar para poder atuar como profissional da saúde.

Gostou do artigo? Aproveite para conferir nossas redes sociais e visitar nosso blog para mais conteúdos como este. Clique aqui para acessar nossos artigos especializados no setor médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *